07/08/2008

TRISTEZA - DUETO - JOAQUIM MARQUES E THAIS ARRIGHI


TRISTEZA

Tristeza, é lágrima que brota
Quando sua fonte é o coração!
A mágoa forte, abre a comporta...
Deixando passar toda a emoção...
Que desliza pelo rosto e cai já morta
Sobre folhas secas que cobrem o chão!

Joaquim Marques ©
Portugal


*********************************

TRISTEZA

Tristeza é a correnteza
Que nasce e brota
No coração!
Vários são os motivos
Desde um amor perdido
Ate a perda de uma ilusão!
Mas nada disso importa
Se um amor suporta
Essa amarga emoção

©Thais Arrighi
Brasil

3 comentários:

Anônimo disse...

Tristeza é o reflexo da impotência diante da desilusão, em qualquer que seja o campo emociomal.
Parabeéns pelo lindo poema!
Bjos!
Malu Mourão

A. João Soares disse...

A tristeza, as lágrimas, podem também ser a válvula de escape de uma caldeira a grande pressão que permite um alívio que evite a explosão e permita continuar em normal funcionamento. Por isso, sem preconceitos, há que manter a válvula afinada para se abrir quando a pressão está quase a ser insuportável.
Bom fim-de-semana
Abraços
João

SMM disse...

Lindas poesias! Parabéns! Se quiser me visitar, http://sindromemm.blogspot.com